watering-beets-in-a-large-field-using-a-

Autotransformadores e Transformadores

para Irrigação

Transformador uso ao tempo 1 (depois).pn
Transformador uso abrigado  (modelo com
Lente KIMARKI.png

Nos últimos anos, no ramo de transformadores e autotransformadores, quase nada se criou, mas sim se copiou, seja nas especificações, fabricação ou nas montagens nesse tipo de equipamentos, para uso em instalações de irrigação de plantações. Em geral, todos os fabricantes, têm uma apresentação desses produtos, com formas e especificações semelhantes, que chegam a confundir os técnicos menos observadores ou estudiosos do assunto, mas a KIMARKI TRANSFORMADORES foi uma das pioneiras atuando neste ramo desde 1986. Com fábrica em sede própria, possuímos tecnologia de fabricação específica para cada um dos vários tipos de potências que o mercado consome.

Para se destacar neste mercado competitivo, a KIMARKI TRANSFORMADORES preparou-se para ter agilidade como diferencial de destaque. Agilidade, no atendimento, enviando propostas imediatamente a solicitação, agilidade, enviando desenhos, especificações e fotos do que será entregue, caso se concretize a compra e agilidade na disponibilidade do produto:

CONFIGURAÇÕES DE INSTALAÇÕES DE PIVOS CENTRAIS DE IRRIGAÇÃO

ESQUEMA BOBINA AUTOTRANSFORMADOR IRRIGAÇÃO Nº 1 CONFIGURAÇÃO Nº 1 OUTRA TENSÃO SOB CONSULTA 380 V + 10 % 380 V + 5 % 380 V 220 V 0 V 0 V E N T R A D A D E E N E R G I A B O M B A D O P I V O D E I R R I G A Ç Ã O

1. Uso de um único autotransformador. Essa configuração, a mais em conta, é somente para adequação da tensão disponível na propriedade, para a tensão de alimentação da bomba do pivô central. Estes autotransformadores possuem tap’s de compensação da queda de tensão, devido à distância entre o ponto de força e a bomba. Eles podem ser instalados junto ao pivô central. (Configuração utilizada, em pequenas propriedades, quando a distância entre ponto de força e bomba é pequena)

ESQUEMA BOBINA AUTOTRANSFORMADOR IRRIGAÇÃO Nº 1 ESQUEMA BOBINA AUTOTRANSFORMADOR (PADRÃO) CONFIGURAÇÃO Nº 2 CONFIGURAÇÃO Nº 2 OUTRA TENSÃO SOB CONSULTA 380 V + 10% 380 V 380 V + 5% 380 V 220 V 220 V 0 V 0 V 0 V 0 V OUTRA TENSÃO SOB CONSULTA E N T R A D A D E E N E R G I A OUTRA TENSÃO SOB CONSULTA B O M B A D O P I V O D E I R R I G A Ç Ã O

2. Uso de dois autotransformadores, um elevador e um abaixador. Esta configuração de custo médio, proporciona a diminuição da bitola do cabo, que será usado entre o ponto de força e a bomba e, consequentemente, diminuição do custo de aquisição dele. O autotransformador abaixador terá tap´s de compensação da queda de tensão, como no item anterior. (Configuração utilizada, em médias e grandes propriedades, sem isolação do cabo estendido no campo)

ESQUEMA BOBINA TRANSFORMADOR ISOLADOR IRRIGAÇÃO ESQUEMA BOBINA AUTOTRANSFORMADOR (PADRÃO) CONFIGURAÇÃO Nº 3 CONFIGURAÇÃO Nº 3 600 V + 10% 600 V 600 V + 5% 600 V 220 V 220 V 0 V 0 V 0 V 0 V E N T R A D A D E E N E R G I A B O M B A D O P I V O D E I R R I G A Ç Ã O OUTRA RELAÇÃO SOB CONSULTA OUTRA RELAÇÃO SOB CONSULTA

​3. Uso de um transformador isolador elevador e um autotransformador abaixador. Esta configuração é a de maior custo das três, e do mesmo modo que a anterior, proporciona a diminuição da bitola do cabo, que será usado entre o ponto de força e a bomba e consequentemente diminuição do custo de aquisição dele. O autotransformador abaixador terá tap´s de compensação da queda de tensão, com nos itens 1 e 2. (Configuração utilizada, em médias e grandes propriedades, para isolarmos o cabo estendido no campo, diminuindo a possibilidade da atração de raios, devido a flutuação de tensão)

MONTAGENS

  1. IP 00 – Para instalações abrigadas. Peça não protegida. (Sem caixa)

  2. IP 23 – Para instalações abrigadas. Peça protegida contra objetos sólidos de diâmetro maior que 12 mm e água aspergida de um ângulo de + / - 60 graus. (Com caixa)

  3. IP 54 - Para instalações ao tempo. Peça protegida de poeira e projeção de jatos de água em todas as direções. (Com caixa)

ESPECIFICAÇÕES

Estas peças atendem a todas as especificações das normas ABNT NBR 10295 E NBR 5356, mas, caso seja necessário, possuímos técnicos disponíveis para apresentar soluções para as necessidades especiais de projetista e instaladores. Cabe lembrar que possuímos laboratório de ensaio próprio, no qual submetemos todas a peças produzidas, a todos os testes de rotina exigidos pela norma.